Hacker pede 10 Bitcoins por dados roubados de um bilhão de chineses

Hackers estão vendendo registros pessoais de cidadãos chineses roubados durante uma violação de segurança cibernética que supostamente visava um banco de dados da Polícia Nacional de Xangai (SHGA). O crime correu em algum momento de 2022 e expôs os dados pessoais de mais de 1 bilhão de cidadãos chineses. A informação agora foi colocada à venda na web aberta e na dark web. Inclui nomes, endereços, números de identificação do governo, números de celular e outros detalhes confidenciais.

Um hacker anônimo que atende pela ChinaDan afirma vender as informações roubadas em troca de 10 Bitcoins (R$ 1 milhão). ChinaDan postou a oferta no Breached.to, um fórum de hackers usado por hackers de chapéu preto. O CEO da Binance, Changpeng Zhao, disse em um post no Twitter no fim de semana que os sistemas de inteligência de ameaças detectaram que 1 bilhão de registros de residentes de “um país asiático” foram colocados à venda na dark web. A exchange afirma ter intensificado seus processos de verificação para os afetados pela violação.

Zhao acrescentou que a violação pode ter ocorrido devido a uma implantação com erros do ElasticSearch, uma ferramenta popular de pesquisa e análise de dados usada pelas empresas. Kenny Li, cofundador do projeto de privacidade Web3.0 chamado Manta Network, disse que a violação pode ter implicações para a indústria de criptomoedas.

“Os dados roubados podem ser usados para explorar usuários e fazer coisas como ataques de phishing para obter chaves ou acesso não autorizado a aplicativos como exchanges centralizadas”, disse Li.

Fonte: TheBlock

Este artigo é fornecido apenas para fins informativos. Não é oferecido ou destinado a ser usado como aconselhamento jurídico, fiscal, de investimento, financeiro ou outro.

Informações em tempo real

Receba informações sobre criptomoedas, blockchain, NFT e muito mais através do nosso portal de notícias exclusivo, para você sair na frente e executar ações inteligentes e lucrativas.

Últimas postagens

- Advertisement - spot_img

Notícias relacionadas...